Cookies e Política de Privacidade
O Capuchinhos RS utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Selecione

85. Modelo e exemplo

Texto Original

.

1 Quodam tempore, beatus Franciscus manebat apud heremitorium sancti Eleutherii prope quoddam castrum, nomine Quintillianum, de contrata Reate. 
2 Et cum non portaret nisi tunicam unam, quadam die ex magno frigore et magna necessitate repetiavit tunicam suam et tunicam socii sui interius quibusdam petiis, ita quod corpus eius cepit inde aliquantulum consolari. 
3 Et parum post, cum quadam die reverteretur ab oratione, cum magna letitia dixit socio suo: 
4 “Me oportet esse formam et exemplum omnium fratrum, quoniam licet corpori meo necesse sit habere tunicam repetiatam, tamen considerare me oportet fratres meos, quibus istud idem necesse est, et ipsi forsitan non habent nec habere possunt; 
5 unde me oportet condescendere eis et easdem necessitates, quas ipsi patiuntur et me oportet pati, ut ipsi, hoc videntes, magis patienter valeant sustinere”. 
6 Quot enim et quantas necessitates suo corpori denegaverit in victu et vestitu, ut fratribus daret bonum exemplum et ut in maiori patientia suas necessitates tolerarent, nos, qui cum ipso fuimus (cfr. 2Pet 1,18) dicere non possemus. 
7 Et in hoc summum et precipuum studium habuit semper beatus Franciscus, maxime postquam fratres ceperunt multiplicari et ipse dimisit officium prelationis, ut magis operibus quam verbis fratres doceret, quid agerent, quidve deberent vitare.

Texto Traduzido

.

1 Certa ocasião, o bem-aventurado Francisco estava no eremitério de Santo Eleutério perto de um castro chamado Quintiliano, na região de Rieti. 
2 Como não usava senão uma túnica, certo dia, por causa do grande frio e da grande necessidade, remendou sua túnica e a túnica de seu companheiro por dentro com alguns retalhos, de modo que seu corpo começou a se consolar um pouco. 
3 Pouco depois, quando voltava um dia da oração, disse com grande alegria a seu companheiro: 
4 “Eu tenho que ser forma e exemplo de todos os frades, porque ainda que meu corpo tenha necessidade de uma túnica remendada, preciso pensar nos meus frades, para os quais isso também é necessário, e eles talvez não tenham nem podem ter 
5 Por isso tenho que condescender com ele e preciso sofrer as mesmas necessidades que eles sofrem,, para que eles, vendo isso, consigam suportar com mais paciência”. 
6 Mas nós, que estivemos com ele, não poderíamos dizer quantas e quão grandes necessidades ele negou a seu corpo na comida e na roupa, para dar bom exemplo aos frades e para que suportassem suas necessidades com maior paciência. 
7 E nisso teve sempre o seu maior e mais importante cuidado bem-aventurado Francisco, principalmente depois que os frades começaram a se multiplicar e ele se demitiu do ofício de prelado, para ensinar os frades mais com obras do que com palavras o que deviam fazer e o que deviam evitar.