Cookies e Política de Privacidade
O Capuchinhos RS utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Selecione

Conversação IX

Texto Original

Collatio IX

De divisione Angliae in ministrationes

 

53. Tempore vero non modico post adventum fratrum in Angliam evoluto, demandatum est a ministro generali fratre Helia, ut provincia Anglicana divideretur in duas; ut esset scilicet una Scotiae, et alia ut prius Angliae. Voluit enim, ut dicebatur, quod sicut ordo fratrum praedicatorum XII habet priores provinciales in toto orbe, vice XII apostolorum, sic et ipse sub se haberet septuaginta duos ministros, vice septuaginta duorum discipulorum.

Factus est minister Scotiae frater Henricus de Reresby; sed antequam conveniret ad ipsum obedientia, mortuus erat. Successit igitur ei frater Johannes de Kethene, gardianus Londoniae, qui omnia loca ultra Eboracum capi fecit; qui postquam plures personas honestas et utiles ad ordinem recepit. Hic praecipuum zelum in divino gerens officio devotionis exemplar semetipsum exhibuit. Hic venerabilem patrem nostrum fratrem Albertum in loco Leycestriae cum debita reverentia recepit, et ab eo fratribus exponi regulam humiliter imploravit. Igitur cum per plures annos provinciam Scotiae probabiliter rexisset, reconiuncta provincia Angliae, a ministro generali fratre Alberto minister Hiberniae creatus est.

Texto Traduzido

Collatio IX

A divisão da Inglaterra em administrações

 

53. Um bom tempo depois do estabelecimento dos frades na Inglaterra, pediram ao ministro geral Frei Elias que a província inglesa fosse dividida em duas: uma da Escócia e outra da Inglaterra, como antes. Porque ele queria, como diziam, que como a ordem dos frades pregadores tinha doze priores provinciais em todo o mundo em lugar dos doze apóstolos, tivesse ele sob seu governo setenta e dois ministros, no lugar dos setenta e dois discípulos.

Foi feito ministro da Escócia Frei Henrique de Reresby, mas morreu antes que lhe chegasse a obediência. Sucedeu-lhe, então, Frei João de Kethene, guardião de Londres, que mandou agregar todos os Lugares para lá de York. Depois recebeu muitas pessoas honestas e úteis à Ordem. Nutrindo especial zelo pelo oficio divino, mostrou-se modelo de devoção. Recebeu nosso venerável pai Frei Alberto no Lugar de Leicester com a devida reverência e implorou-lhe humildemente que expusesse a regra aos irmãos. Depois de ter por muitos anos dirigido louvavelmente a província da Escócia, foi nomeado pelo ministro geral Frei Alberto como ministro da Irlanda, depois que a província foi reintegrada à Inglaterra.