Cookies e Política de Privacidade
O Capuchinhos RS utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Selecione

42. O Cardeal Hugolino manda que se cure

Texto Original

.

1 Videns episcopus Hostiensis, qui postea fuit apostolicus, quod beatus Franciscus ita fuisset et esset suo corpori semper austerus et maxime quia lumen oculorum amitti iam ceperat nolens inde facere se curari, admonuit ipsum cum pietate multa et sui compassione dicens ad eum: 
2 “Frater, non bene facis quod non facis te adiuvari de infirmitate oculorum, eo quod tibi et aliis valde est utilis sanitas et vita tua. 
3 Nam si fratribus tuis infirmis compateris et fuisti illis semper et es misericors, tibi in tam maxima et manifesta necessitate et infirmitate non deberes esse crudelis. 
4 Unde precipio tibi ut facias inde te adiuvari et curari”.
5 Similiter duobus annis ante obitum suum, cum iam esset valde infirmus et specialiter de infirmitate oculorum, et moraretur in quadam cellula facta de storiis apud Sanctum Damianum, considerans et videns generalis minister quod ita esset afflictus infirmitate oculorum, precepit ei, ut faceret et permitteret sibi se adiuvari et curari; 
6 immo dixit ei quod volebat interesse cum inciperet medicus eum curare, maxime ut securius faceret sibi mederi, et ad confortandum ipsum, quia valde inde a[f]fligebatur. 
7 Interim erat magnum frigus et non erat tempus congruum ad medendum.

Texto Traduzido

.

1 Quando o bispo de Óstia, que depois foi apostólico, viu que o bem-aventurado Francisco tinha sido e ainda era sempre tão austero com o seu corpo, e principalmente que começara a perder a luz de seus olhos mas não queria fazer-se curar disso, admoestou-o com muita piedade e compaixão dizendo-lhe: 
2 “Irmão, não ages bem quando não deixas que te ajudem na doença dos olhos, porque para ti e para os outros são muito úteis tua saúde e tua vida. 
3 Pois se tiveste compaixão de teus frades e sempre foste e és misericordioso com eles, não deverias ser cruel contigo mesmo numa necessidade e enfermidade tão grande e manifesta. 
4 Por isso eu te mando que te faças ajudar e tratar. 
5 De maneira semelhante, dois anos antes de sua morte, quando já estava muito doente, especialmente da enfermidade dos olhos, e morasse numa pequena cela feita de esteiras junto de São Damião, considerando e vendo o ministro geral que estava tão afetado pela doença dos olhos, mandou-lhe que fizesse e deixasse ajudar e tratar. 
6 Chegou a dizer-lhe que queria estar presente quando o médico começasse a tratá-lo, principalmente para que se fizesse cuidar mais seguramente. E para confortá-lo, porque estava muito afetado por isso. 
7 Nesse meio tempo, fazia muito frio e o tempo não era apropriado para as curas.