Cookies e Política de Privacidade
O Capuchinhos RS utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Selecione

Seu íntimo companheiro.

Texto Original

De intimo socio eius.

44 Habebat autem frater Iuniperus in socium fratrem Accentialbene, maximae obedientiae, patientiae et virtutis. Nam si quis per totam diem ipsum verberaret, verbum querimoniae non proferret; et aliquando mittebatur ad loca, ubi erant perversae familiae, a quibus multa opprobria patientissime sustinebat. Ad praeceptum etiam fratris Iuniperi statim plorabat et eo ibidem praecipente ridebat. Cum audisset autem frater Iuniperus quod ille frater obiisset, tristis supra modum clamabat: “Non habeo bonum amplius in hoc mundo”; et omnia utensilia frangens dicebat, quod totus mundus in illius morte erat destructus. “Nisi, inquit, quia non possem vivere cum fratribus, et nollent sustinere, statim irem ad sepulcrum suum et acciperem caput suum; et inde facerem duas partes, et de una facerem scutellam ad comedendum et de alia ciphum ad bibendum”.

Texto Traduzido

De intimo socio eius.

44 Frei Junípero tinha um companheiro chamado Accentialbene, de grande obediência, paciência e virtude. Pois se alguém passasse o dia batendo-lhe, não soltava uma palavra de queixa. Algumas vezes era mandado a lugares onde havia famílias perversas, das quais tinha que suportar com a maior paciência muitos opróbrios. Quando Frei Junípero mandava, ele chorava na mesma hora, e quando mandava, ele ria. Quando Frei Junípero soube que esse frade tinha morrido, ficou muito triste e clamava: “Não tenho mais nenhum bem no mundo”. E dizia: “Se não fosse por eu não poder viver com os frades, e não me quisessem suportar, eu iria logo para o sepulcro dele e pegaria a sua cabeça. Dividiria em duas partes para fazer de uma delas uma tigela para comer, e de outra uma caneca para beber”.