Cookies e Política de Privacidade
O Capuchinhos RS utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Selecione

38). As cartas de Inocêncio IV

Depois que os frades e os pregadores vieram e fizeram tantas coisas boas, manifestas a todo mundo, os sacerdotes e os clérigos seculares, movidos pela inveja e pela malevolência contra esses frades, apresentaram queixa ao papa Inocêncio IV, porque não podiam mais recolher ofertas durante as suas missas, “porque essas duas Ordens celebram tão bem as suas missas, que todo o povo vai para eles. Por isso pedimos que nos seja feita justiça”. O Papa respondeu: Uma vez que alguns celebram bem cedinho, outros na hora de terça e outros pouco depois, não vejo em que hora eles poderiam celebrar as suas missas, se vos escuto, porque não podem celebrar depois do almoço, na hora nona ou quando devem dizer as vésperas; por isso, recuso-me a vos escutar”. 
Mas o Papa, querendo dar uma certa satisfação aos clérigos que continuavam a aborrece-lo com essas coisas, e também porque, como eu ouvi, tinha concebido um certo ódio pelos frades pregadores, e procurava isentar os frades menores, escreveu cartas contra as duas Ordens, mandando que, pelo menos nos dias festivos, não abrissem suas igrejas de manhã até depois da hora terça, para não privar os sacerdotes nas paróquias das ofertas dos fiéis. 
E de repente Deus o feriu e começou a ficar mal da doença de que morreu... (pp. 607-608).