Cookies e Política de Privacidade
O Capuchinhos RS utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Selecione

Como viu uma mão no ar.

Texto Original

Qualiter vidit manum in aëre.

43 Cum frater Iuniperus semel oraret et forte de se aliquid magni cogitaret, apparuit sibi quaedam manus in aëre, et audivit vocem dicentem sibi: “Sine ista manu nihil facere potes”. Qui subito surgens, oculis ad coelum directis per domum discurrendo clamabat dicens: “Ben è vero, messer, ben è vero”. Et hoc continue clamando replicabat.

Texto Traduzido

Qualiter vidit manum in aëre.

43 Uma vez Frei Junípero estava orando e talvez  tenha pensado alguma coisa de grande sobre si mesmo. Apareceu-lhe uma mão no ar e ouviu uma voz que lhe dizia: “Sem esta mão, nada podes fazer”. Ele se levantou imediatamente e gritava, correndo pela casa: “É verdade, Senhor, é bem verdade!” E repetia isso continuamente, gritando.