Cookies e Política de Privacidade
O Capuchinhos RS utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Selecione

25. A vinha do padre de Riete

Texto Original

.

1 Eodem tempore mansit beatus Franciscus pro infirmitate oculorum apud ecclesiam Sancti Fabiani, que est prope eandem civitatem, in qua erat pauper sacerdos secularis. 
2 Nam illo tempore erat dominus papa Honorius cum aliis cardinalibus apud eandem civitatem. 
3 Unde quamplures ex cardinalibus et aliis ex magnis clericis, ob reverentiam et devotionem quam habebant in sancto patre, fere cotidie visitabant ipsum. 
4 Habebat autem illa ecclesia parvam vineam que erat iuxta domum ubi manebat beatus Franciscus in qua domo erat ostium unum per quod intrabant in illam vineam fere omnes qui visitabant ipsum, maxime quia illo tempore erant mature uve, et erat amenus locus ad quiescendum. 
5 Et factum est quod propter illam occasionem fere tota dissiparetur vinea. 
6 Nam alii colligebant uvas et comedebant ibi, alii colligebant et portabant, alii pedibus conculcabant. 
7 Quapropter sacerdos ille cepit scandalizari et perturbari sic dicens: “Perdidi hoc anno vineam meam. Licet enim sit parva, tantum vinum recolligebam ex ea, quod sufficiebat necessitati mee”. 
8 Quo audito beatus Franciscus fecit ipsum vocari coram se et dixit ei: “Noli amplius conturbari nec scandalizari, quia non possumus aliud facere. 
9 Sed confide in Domino (cfr. Ps 10,2), quoniam ipse pro me servulo suo potest tibi damnum restituere. 
10 Sed dic michi: quot salmas habuisti quando plures habuisti de vinea tua?”. Respondit sacerdos et dixit ei: “Pater, tredecim salmas”. 
11 Dixit ad eum beatus Franciscus: “Ne contristeris in te amodo, neque inde alicui verbum iniuriosum dixeris, et ne facias inde querimoniam cum aliquo, et habeas fidem in Domino, et in verbis meis, et si salmas vini habueris minus quam .XX. ego tibi faciam adimpleri”. 
12 Et exinde acquievit sacerdos et siluit. Et factum est divina dispensatione, quod .XX. salmas habuit, non minus, sicut dixerat ei beatus Franciscus. 
13 Et admiratus est inde valde sacerdos ille, et omnes alii hoc audientes, considerans magnum esse miraculum, meritis beati Francisci, maxime quia non solum devastata, sed si fuisset plena uvis et aliquis non minuisset ex ea, videbatur illi sacerdoti et aliis impossibile habere exinde .XX. salmas vini. 
14 Unde nos qui fuimus cum (cfr. 2Pet 1,18) illo testimonium perhibemus (cfr. Ioa 21,24; 3Ioa 12) de ipso quod semper quando dicebat: “Sic est, vel erit”, ita fiebat; 
15 et nos vidimus multa, dum viveret, impleta et post mortem suam similiter.

Texto Traduzido

.

1 Na mesma ocasião, por causa da enfermidade dos olhos, o bem-aventurado Francisco permaneceu junto da igreja de São Fabiano, que fica perto da cidade, e onde havia um pobre sacerdote secular. 
2 Pois naquele tempo o senhor papa Honório estava com os outros cardeais na mesma cidade. 
3 Por isso muitos dos cardeais e dos outros grandes clérigos, pela reverência e devoção que tinham pelo santo pai, visitavam-no quase todos os dias. 
4 Ora, aquela igreja tinha uma pequena vinha que ficava junto da casa em que permanecia o bem-aventurado Francisco, e nessa casa só havia uma porta, por onde entravam na vinha quase todos os que o visitavam, principalmente porque naquele tempo as uvas estavam maduras e o lugar era ameno para se descansar. 
5 E aconteceu que, por essa situação, perdeu-se quase toda a vinha. 
6 Porque alguns colhiam uvas e as comiam ali mesmo, outros colhiam e levavam, e outros ainda a esmagavam com seus pés. 
7 Por isso o sacerdote começou a ficar escandalizado e perturbado, dizendo: “neste ano eu perdi a minha vinha. Porque, ainda que seja pequena, colhia dela tanto vinho que dava para a minha necessidade”. 
8 Ouvindo isso, o bem-aventurado Francisco mandou chamá-lo à sua presença e lhe disse: “Não se perturbe mais nem se escandalize, porque não podemos fazer outra coisa. 
9 Mas confia no Senhor, porque Ele, por mim, seu pequeno servo, pode restituir o teu dano. 
10 Mas me diga: quantas cargas tiveste quando tua vinha rendeu mais?”. O sacerdote respondeu-lhe: “Pai, treze cargas”. 
11 Disse-lhe o bem-aventurado Francisco: “Não fiques triste agora nem digas alguma palavra injuriosa para ninguém, nem te queixes com alguém, mas tem fé no Senhor e nas minhas palavras; e se tiveres menos do que vinte cargas de vinho, eu vou fazer completar para ti”. 
12 Por isso o sacerdote se acalmou e ficou quieto. E aconteceu, por disposição divina, que teve vinte cargas, e não menos, como lhe dissera o bem-aventurado Francisco. 
13 O sacerdote ficou muito admirado com isso, e também todo os outros que ouviram, considerando que era um grande milagre, pelos méritos do bem-aventurado Francisco, principalmente porque não só tinha sido devastada mas, porque se estivesse carregada de uvas e ninguém tirasse nada, parecia ao sacerdote e aos outros que era impossível tirar dali vinte cargas de vinho. 
14 Por isso nós que estivemos com ele damos testemunho de que sempre que dizia: “É assim, ou vai ser”, assim acontecia. 
15 E nós vimos muitas coisas que se cumpriram quando vivia e também depois de sua morte.