Cookies e Política de Privacidade
O Capuchinhos RS utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Selecione

29. Um peixe saboroso

Texto Original

.

1 Quodam tempore, cum maneret in eodem palatio valde infirmus, fratres rogabant ipsum et confortabant ut comederet. 
2 Ipse autem respondit eis: “Fratres mei, non habeo voluntatem comedendi, sed si haberem de pisce qui dicitur squalus, forsitan comederem”. 3 Et hiis dictis, ecce quidam apportabat canistrum, in quo erant tres magni squali bene parati et cuppi de gammaris, de quibus libenter comedebat sanctus pater, quos miserat ad ipsum frater Girardus, minister Reate. 
4 Et admirati sunt valde fratres considerantes sanctitatem eius et laudaverunt Dominum qui servo suo satisfecit, de quibus impossibile erat eis tunc satisfacere illi, maxime quia hiems erat et in illa terra de talibus habere non poterant.

Texto Traduzido

.

1 Certa ocasião, quando estava muito doente no mesmo palácio, os frades rogavam e animavam para que comesse. 
2 Mas ele lhes disse: “Meus irmãos, não tenho vontade de comer, mas se tivesse um pouco do peixe que chamam de Lúcio, talvez eu comesse”. 
3 Quando acabou de dizer isso apareceu alguém trazendo uma cesta em que havia três grandes lúcios bem preparados e pratos de camarões, que o santo pai comia com gosto, e tinham sido enviados por Frei Geraldo, ministro de Rieti. 
4 Os frades ficaram muito admirados, considerando a sua santidade, e louvaram ao Senhor que satisfez seu servo com coisas que eles então não podiam proporcionar-lhe, principalmente porque era inverno e não podiam ter peixes daqueles.