Cookies e Política de Privacidade
O Capuchinhos RS utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Tamanho do Texto:
A+
A-

Freis participam do 1º JUNINTER de 2018

10/04/2018 - 14h06
O Encontro de Junioristas Intercongregacional (JUNINTER) aconteceu nos dias 07, 08 e 09 de 2018 em São Leopoldo - RS

Nos dias 07, 08 e 09 de abril, no Centro de Espiritualidade Cristo Rei (CECREI), em São Leopoldo - RS aconteceu o 1º Encontro de Junioristas Intercongregacional (JUNINTER). O tema abordado foi: "Afetividade e Sexualidade", contando com a assessoria da Profª. Drª. Susana Rocca, que é religiosa na Congregação das Irmãs Missionárias de Cristo Ressuscitado. 

Estiveram presentes na ocasião cerca de 50 religiosos (as), representando 15 Congregações. Representaram a Província dos Capuchinhos do Rio Grande do Sul os freis junioristas: Rodrigo Antunes de Lima, estudante de filosofia em Santa Maria - RS, e Sidimar Pressi, estudante de teologia em Porto Alegre - RS. 

O JUNINTER (Encontro de Junioristas Intercongregacional) é promovido pela CRB (Conferência dos Religiosos do Brasil) e acontece em diversos regionais do país. Este encontro, ocorrido no CECREI, é promovido pelo Regional do Rio Grande do Sul. A cada ano estão previsto dois encontros que envolvam o máximo de Congregações possíveis. Para este ano, portanto, há previsão do 2º JUNINTER, previsto para meados do mês de outubro, onde se dará continuidade ao assunto que foi abordado no 1º encontro, pela irmã Susana Rocca.

 

O que é o Juniorato?

É a etapa da Vida Religiosa Consagrada onde o (a) jovem religioso (a) que realizou a profissão dos votos simples / temporária aprofunda sua experiência de consagração religiosa, bem como consolida os ensinamentos  e valores aprendidos nas etapas formativas anteriores - aspirantado, postulado e noviciado - por meio de atividades Pastorais, engajamento na missão de sua Congregação e estudos de filosofia, teologia ou outra área de ensino (conforme a necessidade do carisma e missão da congregação a qual faz parte). Também nesta etapa o (a) juniorista  se prepara para sua consagração definitiva, sendo assim, ao término do juniorato o (a) jovem professo simples já é competente para cruzar definitivamente o umbral da Vida Religiosa Consagrada com todas as suas implicações mediante a profissão dos votos perpétuos. A etapa do Juniorato também pode ser denominada pós-noviciado em algumas Congregações Religiosas, como é o caso dos Freis Capuchinhos, trata-se apenas de uma questão de nomenclatura, os objetivos formativos permanecem os mesmos.  

Fonte: Capuchinhos do Brasil /CCB

Por Frei Cristian Martins Almeida (Frat. Santa Maria)

Deixar um comentário