Cookies e Política de Privacidade
O Capuchinhos RS utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Tamanho do Texto:
A+
A-

Freis Capuchinhos celebram a profissão religiosa e o ingresso de jovens no noviciado

05/10/2018 - 12h00
No dia em que a Ordem Capuchinha celebra a festa de seu fundador, São Francisco de Assis, em Marau (RS), seis jovens freis realizaram sua profissão religiosa temporária e outros seis jovens ingressaram no Ano do Noviciado.

A celebração foi realizada às 10h00 deste dia 04 de outubro de 2018, na comunidade Santa Lúcia, localizada em Marau (RS). Quem presidiu o momento foi o ministro provincial dos Capuchinhos do RS, Nilmar Carlos Gatto. Marcaram presença muitos freis que se deslocaram de diversas cidades até Marau para este momento importante.

Destacamos a presença do Custódio do Mato Grosso e Rondônia, frei Eliseu Menegat, de dom frei Osório Bebber - bispo emérito da Diocese de Joaçaba (SC) e do monsenhor frei Cleonir Paulo Dalbosco (que nos últimos dias foi nomeado bispo da Diocese de Bagé - RS). Além dos freis, a celebração contou com a presença de familiares e amigos dos pós-noviços e noviços, das Irmãs Franciscanas Missionárias de Maria Auxiliadora e fieis provindos das comunidades da Paróquia Cristo Rei em Marau, onde destacamos os jovens do Grupo TAU 04.

A celebração foi marcada, além da eucaristia, por outros dois momentos especiais: a profissão religiosa e o ingresso ao noviciado. Na homilia, frei Nilmar C. Gatto, entre tantas palavras, destacou a importância do cultivo de uma maior cultura vocacional em nosso tempo e dirigiu de modo especial aos freis neo-professos e demais religiosos presentes as palavras que o papa Francisco proferiu dias atrás de que os Capuchinhos devem se esforçar por ser "homens do povo", " conciliadores de conflitos" e "homens de misericórdia".  

Os freis Cleiton Cruz de Oliveira, de Piratini (RS); Igor Colares Raupp, de São João do Sul (SC); e Rafael Candinho Botelho, de Criciúma (SC); pertencentes à Província do RS; juntos a estes César Jhon; Djemson Félix e Robensly Jean François, pertencentes a Delegação Missionária do Haiti, realizaram sua Profissão Religiosa Temporária, assumindo a forma de vida franciscano-capuchinha oficialmente.

Os jovens, até então postulantes e agora freis noviços: Alissom Souza da Rocha, de Colorado do Oeste (RO); Antônio Wallison Carneiro de Andrade Oliveira, de Porto Velho (RO), Hítalo Roan de Jesus Gomes, de Espigão d'Oeste (RO); Lucas José Silveira Ramos, de Comodoro (MT); e Wellington Douglas, de Nova Canaã do Norte - (MT), estes pertencentes à Custódia Provincial Mato Grosso e Rondônia, e, junto a estes Pedro Miri, de Marau (RS), que pertence a Província gaúcha, ingressaram oficialmente no Ano do Noviciado.

Os freis que realizaram sua profissão religiosa temporária, darão continuidade em sua caminhada formativa residindo cinco deles na Fraternidade São José em Pelotas (RS), estudando filosofia na UCPel. E um na Fraternidade Santa Maria em Santa Maria (RS), estudando filosofia na UFN.

Os jovens que ingressaram no noviciado terão exatamente um ano para aprofundar ainda mais os pilares da forma de vida franciscano-capuchinha e, de forma consciente - com a ajuda do mestre de noviços, frei Evaldo Valdir de Freitas, do vice-mestre, frei Antônio Domingos, e da Fraternidade de Marau -  irão se preparar para, em 2019, realizar sua profissão e consagração religiosa.
 

Fonte: Capuchinhos do Brasil /CCB

Por Frei Cristian Martins Almeida (Frat. Santa Maria)

Deixar um comentário