Cookies e Política de Privacidade
O Capuchinhos RS utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Tamanho do Texto:
A+
A-

São Cristóvão

Publicado por Frei Ivo Bonamigo | 25/07/2019 - 05:00

O dia tradicional em que veneramos

São Cristóvão mártir é 25 de julho.

Na Igreja Oriental e Romana mereceu

Culto litúrgico celebrado com orgulho.

 

Por toda a parte, em todos os paises,

Da Europa, como no Brasil também,

Existem Igrejas dedicadas ao santo.

Mas, pouco se sabe sobre ele, bem.

 

Muitas são as tradições que chegaram

Até nós dele. Imaginamos que existiu

Um homem de estatura gigantesca,

Com força hercúlea, que na vida subiu.

 

Ambicionava colocar o seu serviço,

Sua força e sua habilidade militar,

Servindo quem melhor o retribuísse.

Tinha mania de grandeza, bem-estar.

 

Procurava um senhor mais potente;

Por isso, mudou várias vezes de amo.

Foi dito que ele serviu até o demônio,

Pensando ser este o maior rei mundano.

 

Percebeu que o diabo desviava a cruz.

Pesquisando descobriu ser Cristo o maior,

O mais poderoso dos soberanos da terra,

E que a bondade era o dom desse Senhor.

 

Procurou instruir-se sobre a religião dele.

Fez-se eremita, nome desconhecido nisto.

Colocou-se servir esse soberano Senhor.

Lá indicaram a maneira para servir Cristo.

 

 

 

Devia se entregar à penitência, à oração e

À meditação da Palavra de Deus e respeito.

Mas Cristóvão objetou: Jejuar não agüento.

Quanto ao rezar e meditar não tenho jeito.

 

Pois bem, replicou o ermitão, existe,

Mais um meio para a Deus servir:

É praticar obras de caridade para com

o próximo. E acrescentou como porvir:

 

Vê, tu és robusto, alto e forte: aí perto,

Há um rio sem ponte, que é um perigo,

Para muita gente que precisa atravessar,

Oferece tua ajuda a essa gente. Sê amigo.

 

Oferece teus serviços levando pessoas.

De um lado para outro tu às transportará.

Terás a gratidão e as orações de tantos

Beneficiados, e Deus te recompensará.

 

A proposta agradou a São Cristóvão.

Construiu uma choupana perto do rio,

E começou a transportar os transeuntes.

Fazia isto gratuitamente, com todo brio.

 

Por isso ele foi grandemente premiado.

Transportava as pessoas prontamente.

Certo dia apresentou-se um menino,

Que lhe pediu favor. Atendeu sorridente.

 

Ele o carregou como fosse uma palha.

Colocou-o nos ombros como num trono.

Não sabia que o menino iria pesar e que

Era o Filho de Deus e seu próprio dono.

 

 

 

 

No percurso o menino começou a pesar

Cada vez mais e São Cristóvão sentiu

Tremer suas pernas. Todo assustado,

Pelo estranho fenômeno ele inquiriu:

 

Perguntou ao menino: Que coisa é

Essa? Parecia-me estar carregando

o peso do mundo inteiro? Sorridente

o menino olhou Cristóvão indagando.

 

Respondeu: Muito mais do que o

Mundo inteiro: Você carregou

O Senhor do Mundo. Era como

Um prêmio do serviço que prestou.

 

Desde aquele dia mudou seu nome

Para Cristóvão, que quer dizer:

Portador de Cristo. De Cristo portador.

Carregou o Senhor do Mundo sem saber.

 

Entre os homens altos e fortes temos,

Cristóvão que é dos motoristas patrono.

Este eremita transportava gente no rio.

Carregou o mundo e seu próprio dono.

 

Curitiba, Mercê, 25.07.2012.

Frei Ivo Severino Bonamigo.

Sobre o autor
Frei Ivo Bonamigo

.